Fazendo Terra Preta

 

Fazer terra preta não é apenas uma homenagem aos antigos povos da Amazônia. Esse tipo de solo é o resultado de uma evolução equilibrada e sustentável e é, na atual situação planetária, uma solução entre as mais eficientes para reverter o quadro das mudanças climáticas através da captura de carbono. Ainda resulta espantosamente genial no empoderamento da comunidade local, no desenvolvimento da agricultura familiar independente e no resgate da alimentação saudável como premissa do bem-estar social.

(mais…)

Macaco malandro

O macaco-prego (Cebus apella) não está romanticamente contemplando a flor de maracujá-do-mato (Passiflora coccinea), como poderia parecer; ele está implicando com o fotógrafo, que, de início, estava enquadrando a própria flor. O macaco chegou de repente, colheu a flor e a comeu, por malandro. Se ele soubesse que o fotógrafo ficou muito agradado com esse acontecimento, provavelmente não o teria feito, pois é da natureza desse macaco implicar com os humanos. P20_462 | Nikon F5 | Fujichrome Provia 100 Nikkor 70-200mm 2.8 | 1991 | Leonide Principe, CCPA Collection

Arquivo de Leonide Principe

Terra Preta Nova

Biocarvão produzido com a finalidade de gerar terra preta. Esse tipo de carvão, fácil de produzir, tem propriedades depurativas e desintoxicantes, quando ingerido.
Adicionado à solos contaminados por agrotóxicos absorve os resíduos químicos e metais pesados.
Adicionado ao composto agrícola serve como fixador dos nutrientes, bactérias e fungos benéficos.
Ainda mais, aplicado em grande escala na agricultura, pode contribuir consistentemente para reverter as mudanças climáticas, capturando carbono no solo.
Várias outras propriedades estão sendo estudadas para aplicação em diversos setores.

(mais…)

Amazoniapedia está no ar!

Em carta datada de 30 de maio de 1931, o doador, Dr. Rocha Thury, conta como encontrou esta peça: “(…) que encontrei à margem de um riacho tributário do lago Anamã, tendo-o feito conduzir com o propósito de oferecer ao Instituto…” “(…) lastimo que somente encontra-se do pequeno vaso esta pequena parte, pois o restante foi quebrado por transeuntes ignorantes, que conduziam os pedaços dos quais pensavam utilizarem-se, como pedra de amolar”. “(…) a figura, infelizmente encontra-se sem cabeça, que foi tirada por um pescador, que servindo-se do arpão que trazia, tirou por mera brincadeira, dizendo-me que esta cabeça tinha uns raios como os do sol.” Peça da coleção arqueológica do IGHA (Instituto Geográfico-Histórico do Amazonas).

(mais…)